everest_blog_julho_inovacao

Que tal inovar na embalagem do seu produto? Confira algumas razões

Estamos em tempos de mudanças constantes, em todos os setores, diariamente surgem novos desafios. Com tanta novidade é comum que a fidelidade do consumidor as marcas fiquem no esquecimento e as empresas precisem se esforçar cada vez mais para conseguir a atenção dos clientes nas gôndolas do varejo, aonde lado a lado, os produtos se confrontam diretamente para serem os escolhidos.  Uma boa forma de ter destaque diante dos olhos e preferência dos consumidores é oferecer algo diferente ou inovador em relação ao que já é oferecido no mercado. O cliente não quer chegar ao supermercado e encontrar os mesmos produtos que sempre vê nas prateleiras, ele quer encontrar coisas novas. Uma boa opção para estas empresas que querem sair da mesmice e ganhar destaque no mercado é investir na inovação da embalagem, ação que sai mais barata que grandes investimentos em marketing e mais prática que modificar o produto.

Inovar na embalagem não significa fazer algo que nunca foi feito, e sim modificar para que ela se torne a mais prática, eficiente e adequada possível ao seu produto. Benefícios extras como maior durabilidade do produto são percebidos e valorizados pelos clientes. Está interessado? Conheça alguns motivos para inovar nas embalagens.

Diferenciação

Produtos semelhantes, com embalagens idênticas e preços parecidos não apresentam valor ao consumidor. Situações como esta fortalecem apenas as marcas que já são líderes do mercado, se este não é o caso da sua empresa, inove. Se destaque por oferecer novidades e maior valor que a concorrência, os consumidores devem perceber este valor para que sua empresa se torne mais competitiva e interessante no mercado.

Inovar o produto sai caro

A Coca-Cola é um dos maiores exemplos de que inovar na embalagem pode sim garantir a marca destaque diante dos concorrentes. Com mais de 100 anos, o produto ainda possui a sua fórmula original, porém a embalagem já passou por dezenas, quem sabe centenas, de transformações.  Essa situação acontece principalmente com produtos que não tem como inovar radicalmente em sua fórmula e que a embalagem é o único fator que pode ser alterado para mudar a percepção do consumidor em relação ao produto. Além de que esta troca é muito mais prática e barata, imagine o quanto uma empresa investiria em pesquisas para encontrar uma nova formulação, formato, composição para seus produtos, a troca da embalagem é algo muito mais simples a ser investido e com impacto imediato nos consumidores.

Primeira referência

Quando o cliente chega a gôndola do mercado para fazer a compra é através da embalagem que ele tem o seu primeiro contato com o produto. O consumidor deve associar ao seu produto a algo bom, inovador, uma referência no mercado, ser visto como algo ultrapassado fará com que suas vendas despenquem rapidamente. Fique atento a este ponto, a tradição é algo bom para o seu produto, mas não deve fazer com que ele fique preso ao tempo, pequenas alterações que não alterem esta percepção, podem e devem ser feitas.

Marca não é tudo

Por mais que a sua marca seja reconhecida e valorizada no mercado, só isso não te garante uma posição confortável para sempre. Seus concorrentes podem inovar e se destacar, caso você estacione no tempo e mantenhas as embalagens desatualizadas. Busque sempre por novidades coerentes ao seu posicionamento e ao que seus clientes querem.

Com todos estes motivos para inovar na embalagem, ficou claro que elas não servem simplesmente para carregar o seu produto não é mesmo? Invista agora no melhor para o seu produto. Que tal embalagens a vácuo? Assim seu produto estará protegido, terá maior durabilidade e os clientes com certeza reconhecerão a sua superioridade. A Everest Seladoras oferece máquinas seladoras para as empresas que pretendem investir, confira as opções em nosso site e peça um orçamento.

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>